Análise Do Poema Amigo Aprendiz Fernando Pessoa

Como nós bem sabemos, a poesia e o poema sempre fez parte de nossas vidas, não é mesmo? Também, não é para menos: durante muito e muito tempo, nós só nos comunicávamos através de gestos e sons, já que os nossos ancestrais não tinham muita capacidade cerebral para poderem raciocinar a ponto de conseguirem criar uma comunicação tão efetiva como a que possuímos hoje. Foi somente com o nosso desenvolvimento cerebral que foi possível que os seres humanos conseguissem criar uma comunicação efetiva tal qual nós conseguimos fazer hoje.

Isso só começou a ser efetivado para valer quando, há quatro mil anos, os seres humanos (mais em específico, os asiáticos), criaram a escrita, que era a maneira de representar o conteúdo falado de uma maneira gráfica, com o propósito de fazer com que ela ficasse gravada e fosse acessada no futuro. Com o tempo, os modos de escrita e de representação foram se difundindo entre o Oriente Médio e a Europa, que começou a adotar esse tipo de comunicação cada vez mais. A partir daí, a escrita foi evoluindo cada vez mais. E, hoje, temos a grande variedade de línguas e escritas, sendo que a principal no mundo moderno de hoje é o inglês. Quem não sabe o inglês hoje é bem provável que irá sofrer no mercado de trabalho, já que essa língua não é mais um diferencial, é um pré-requisito.

Ilustração de uma Estudante de Inglês

Ilustração de uma Estudante de Inglês

Mas, embora o inglês seja a língua mais importante do mundo, não podemos nos esquecer que o português também tem uma grande importância no que diz respeito à sua história, bem como às obras que foram escritas em português.  E, em se tratando de língua portuguesa, o número de autores e autoras consagradas é enorme. Um deles que talvez seja o mais importante deles é o consagrado autor Fernando Pessoa. No nosso artigo de hoje, nós iremos conhecer um pouco mais sobre a vida dele, bem como, também, algumas informações bastante relevantes sobre suas obras. Vamos lá?

O Autor Fernando Pessoa

Com nascimento ocorrido em Lisboa, no fim do século XIX, Fernando Antônio Pessoa foi um importante escritor, dramaturgo, tradutor, empresário e comentarista político português. Por conta de sua extrema importância no cenário literário português, seu legado é respeitado por todas as gerações que vieram depois da sua, por conta da sua intelectualidade e de suas personalidades que poderiam ser conferidas em todas as suas obras.

Diferente do que muitas pessoas acreditavam, o autor é originário de uma família com condições econômicas boas, tendo todo um aparato bastante significativo enquanto era uma criança. Porém, como bem sabemos, nem sempre as condições econômicas são mais importantes: apenas poucos anos depois de seu nascimento, a primeira tragédia familiar vem a acontecer: o patriarca da família vem a falecer. Além dessa tragédia, outra se abateu sobre a família, apenas um ano depois da morte de seu pai: o irmão mais velho de Pessoa também vem a falecer. E, como se não bastasse, o problema não abalou somente o psicológico de sua família, mas também a situação financeira: depois que o pai de Pessoa morreu, a matriarca da família se viu sem saída para poder sustentar a si e sua família, passando a vender a mobília de sua casa para poder se sustentar.

Percebendo que a vida ali seria muito penosa, a mãe de Pessoa passou a procurar um novo lugar para morar. E, depois de muito pesquisar, encontrou a cidade perfeita para tal: uma cidadezinha localizada na África do Sul, chamada Durban: apresentava ótimas oportunidades e tinha uma educação que iria servir e muito para seus filhos. Junta com um novo marido, eles partem, então, para Durban. Lá, Pessoa passou a estudar em uma escola de renome, e, fazendo jus à instituição, era um dos melhores alunos. Parecia que a vida estava estabilizada, não é mesmo? Porém, isso foi um ledo engano. Entenda a seguir.

O Retorno Para Lisboa

Cidade de Lisboa Vista por Cima

Cidade de Lisboa Vista por Cima

Com saudade de Lisboa, a mãe de Pessoa decide levar a família de volta à cidade para poder passar férias de um ano por lá. Com a família estruturada e uma nova criança no caminho, Pessoa percebeu que sua mãe estava focada em cuidar do bebê, dispensando pouca atenção ao autor. Ele, percebendo isso, disse que preferia ficar em Lisboa, quando sua mãe resolveu voltar para Durban. Respeitando a decisão do filho, a mãe autorizou que ele ficasse em Portugal. Isso não durou muito tempo, resultando na volta posterior de Pessoa até  Durban. Só que, novamente, ele não se adaptou e, assim, decidiu novamente voltar para Lisboa, de maneira definitiva. Enquanto estava retornando para Lisboa, descobriu que sua avó havia falecido, mas tinha lhe deixado uma generosa herança, que serviu, entre outras coisas, para abrir a sua primeira tipografia, com o intuito de lançar seus próprios livros sem se preocupar. Além disso, ele passou a ganhar para poder tipificar trabalhos de outros escritores.

Morte

Morte de Fernando Pessoa Morte de Fernando Pessoa Morte de Fernando Pessoa Morte de Fernando Pessoa Morte de Fernando Pessoa

Morte de Fernando Pessoa

A vida de Fernando Pessoa, porém, pode ser considerada como muito passageira: a partir de 1930, ele começou a sofrer e muito com vários tipos de enfermidade, que se configuraram desde pequenas gripes a até uma tuberculose severa, que serviu para ceifar a sua vida em 1935. Desde quando começou a escrever, a partir de 1901, até a data de sua morte, Pessoa já tinha escrito diversas obras, tanto em português quanto em inglês, bem como também publicado diversos ensaios e comentários acerca da política em Portugal, publicado diversos livros utilizando pseudônimos, enfim. Foi um autor completo e bem a frente do seu tempo, tendo a complexidade de escrever livros  em duas línguas, acabando por traduzir algumas vezes suas publicações para o inglês ou português.

Por conta de sua obra e de sua vida como um todo, Pessoa é uma das maiores referências dos autores de língua portuguesa, por saber exatamente o que o leitor espera de suas publicações, que é a emoção, a sua personalidade e a sua maneira de escrever que fiam registrados em cada página de suas publicações.

No link a seguir, você pode conferir um pouco mais sobre o seu poema “Amigo Aprendiz”. Nos comentários, há profundas análises sobre ele.

https://www.portalsplishsplash.com/2009/04/o-poema-do-amigo-aprendiz-fernado.html

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Autores Famosos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.