O Que é a Felicidade?

Muitas pessoas buscam a felicidade incessantemente, mas muitas não têm a menor noção do que realmente seja a felicidade. E afinal, o que é felicidade para você?

Buscando Definições

Primeiro vamos analisar o que é felicidade segundo o dicionário, afinal ele costuma ser uma ótima fonte de definições. Portanto, segundo o dicionário felicidade é o estado feliz de uma pessoa, é sorte, ter bom êxito, é uma boa ventura, em resumo são as circunstâncias que causam essa boa ventura.

Ainda seguindo a linha das definições podemos qualificar a felicidade como um estado de quem é feliz, é quando se está e se sente bem, é aquela sensação de bem estar, de estar contente que acontece devido a muitos motivos.

Podemos dizer ainda que a felicidade dura apenas um momento, aquele momento em que nos sentimos satisfeitos. E podemos ir mais além, a felicidade é aquele momento em que não há sofrimento algum que lhe tire o sorriso e a sensação de bem estar.

Uma Variedade de Emoções

É assim que podemos definir a felicidade, uma variedade enorme de emoções, pois para estar feliz é necessário um conjunto de sentimentos para que se sinta feliz plenamente. Podemos definir como um pedido atendido, um sonho que foi realizado, um copo de água gelado quando se está com muita sede. Mas vale ressaltar que há pessoas que não precisam de um motivo ou razão específica para serem felizes, elas estão sempre de bom humor e felizes não é importante se tudo está bem ou não!

Como Analisar a Felicidade?

Quando começamos a falar sobre o que é felicidade, damos de cara com pensamentos das religiões, de filósofos e da psicologia. Cada um representa da maneira que é ideal, por isso essa grande variação.

Como os Filósofos Veem a Felicidade?

Provavelmente para os filósofos, o sentido da felicidade e o que mais se aproxima da definição que encontramos no dicionário, eles fazem uma direta associação da felicidade com o prazer, o que eles afirmavam, e ainda afirmam, é que é extremamente difícil definir a felicidade, afinal ela é uma mistura de sentimentos com emoções. Ainda pensando nos filósofos, podemos afirmar que eles analisavam os comportamentos que nos deixam felizes e como isso acontecia.

Mesmo diante dessa afirmação, encontramos varias definições, afinal, vários filósofos se atreveram a tentar analisar a felicidade. O mais famoso deles, Aristóteles, dizia que a felicidade é um ponto de equilíbrio e harmonia, quando se pratica o bem, consequentemente você será feliz.

Outro filosofo grego que também analisou a felicidade foi Épico, como já foi dito anteriormente, a teoria dele é a mesma da satisfação de desejos, satisfez os desejos, consequentemente estará feliz!

Confúcio, tão conhecido por suas famosas frases, acreditava e afirmava que a felicidade era alcançada quando havia harmonia entre as pessoas. Um filósofo indiano chamado Mahavira dizia que o que era importante para se alcançar a felicidade, era não existir a violência.

Voltando a falar de um filósofo grego encontramos Pirro de Elis. Ele afirmava que a felicidade só poderia ser encontrada na tranquilidade, assim como seu contemporâneo Épico, no entanto, ele acreditava que o homem tinha que ser capaz de afirmar que não podia fazer um julgamento do mundo, ao aceitar essa “incapacidade”, ele alcançava a felicidade plena.

O Budismo e a Felicidade

Por mais que muitas pessoas não acreditem ou aceitem a doutrina do budismo, devemos ainda reforçar que a felicidade era a busca central entre os praticantes do budismo. Essa doutrina foi criada, por volta de 600 anos antes de Cristo e de lá para cá, tenta mostrar que ser feliz é se livrar de todo e qualquer sofrimento.

Para os budistas a felicidade completa ou suprema só pode ser alcançada quando se realiza todos os desejos e em todas as formas possíveis. Eles ainda acreditam que ser feliz é algo inteiramente mental, que é de extrema importância identificar as causas de qualquer infelicidade para depois buscar o que nos causa à felicidade.

Pode-se ainda dizer que no budismo deve-se haver uma disposição mental para que se possa atingir a plena felicidade, eles ainda afirmam que de nada adianta ter riquezas, ouros, casas, amigos e família se não se está completo por dentro, quando não se dispõem a buscar a felicidade por inteiro.

A Felicidade no Cristianismo

Provavelmente a doutrina mais conhecida em todo o mundo, o seu mestre maior Jesus Cristo defendia que antes de feliz, as pessoas deveriam amar a si e ao próximo, somente com o amor se podia ser feliz plenamente. O Cristianismo alimenta que o amor é a chave para a harmonia entre todos e sem este elemento fundamental ninguém pode ser feliz.

Ainda falando sobre a felicidade que o Cristianismo busca, deve-se lembrar de que após a morte de Jesus, o catolicismo foi um dos ramos em que se foi aprimorado o cristianismo e segundo um dos maiores filósofos e santos, São Tomas de Aquino, a felicidade é algo divina, é a essência d’Ele em nossas vidas e que somente com Deus se pode alcançar uma plena felicidade.

Saindo da Religião

Buscando sair da religião e voltando aos filósofos encontramos Karl Marx, um dos maiores que já vimos, ele foi o criador do Marxismo, que defendia a igualdade entre todos os membros de todas as classes sociais, e somente com essa igualdade é que todas as pessoas poderiam alcançar a felicidade.

E por ultimo e não menos importante, a análise de Sigmund Freud, o mentor da psicanálise. Freud defendia que todo ser humano vive em função de buscar a felicidade, e essa motivação ele chamou de principio de prazer. Mas ao mesmo tempo em que o psicanalista afirmava como se buscar a felicidade, ele desacreditava as pessoas dizendo que era simplesmente impossível alguém ser feliz, pois ninguém conseguiria realizar todos os seus desejos, e a isso ele deu o nome de principio da realidade. Onde as pessoas podem ser parcialmente felizes.

Como vimos, a felicidade é a busca da realização de seus sonhos e desejos, para alguns a felicidade pode ser alcançada, enquanto outros, como Freud, diziam que quando se conseguisse realizar um sonho, você já iniciaria a busca por um novo sonho, por isso nunca estaria completamente saciado em termos de felicidade.

E você sabe o que o é felicidade para você? Se sente plenamente feliz? Siga buscando seus sonhos e sendo feliz com o que acredita!

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Felicidade

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.