Poema Sobre Victor Hugo

O poeta Victor-Marie Hugo, mais conhecido como Victor Hugo, nasceu em Besançon no dia 26 de fevereiro de 1802 e faleceu no dia 22 de maio de 1885 em Paris. Além de um grande poeta ele também foi dramaturgo, novelista, ensaísta entre outros. Um dos destaques de sua carreira é ter sido um ativista dos direitos humanos. A sua obra-prima foi “Les Misérables”, também é autor de “Notre-Dame de Paris”.

Além de conhecer um pouco mais sobre Victor Hugo podemos conhecer um pouco mais sobre os seus poemas e seu estilo único de escrever. Um poeta que estava realmente preocupado em falar sobre os sentimentos e as contradições da vida.

Victor Hugo

Victor Hugo

Poemas de Victor Hugo

Devaneios Reveladores

Na verdade, se nos fosse dado penetrar com os olhos da carne na consciência dos outros, julgaríamos com mais segurança um homem pelo que devaneia do que pelo que pensa. O pensamento é dominado pela vontade, o devaneio não.

O devaneio, que é absolutamente espontâneo, toma e conserva, mesmo no gigantesco e no ideal, a figura do nosso espírito. Não há coisa que mais direta e profundamente saia da nossa alma do que as nossas aspirações irrefletidas e desmesuradas para os esplendores do destino.

Nestas aspirações é que se pode descobrir o verdadeiro carácter de cada homem, melhor do que nas ideias compostas, coordenadas e discutidas. As nossas quimeras são o que melhor nos parece. Cada qual devaneia o incógnito e o impossível, conforme a sua natureza.

Poesia

Poesia

Poemas Sobre a Vida

“O futuro tem muitos nomes.

Para os fracos é o inalcançável.

para os temerosos, o desconhecido.

Para os valentes é a oportunidade.”

“Desejo também que tenha amigos,

Que mesmo maus e inconseqüentes,

Sejam corajosos e fiéis,

E que pelo menos num deles

Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,

Desejo ainda que você tenha inimigos.

Nem muitos, nem poucos,

Mas na medida exata para que, algumas vezes,

Você se interpele a respeito

De suas próprias certezas.

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,

Para que você não se sinta demasiado seguro.”

(Extraído do poema A Casa do Bruxo)

https://www.youtube.com/watch?v=vkFtqmCSugo

A Falácia do Sucesso

Abominável coisa é o bom êxito, seja dito de passagem. A sua falsa parecença com o merecimento ilude os homens. Para o vulgo, o bom sucesso equivale à supremacia. A vítima dos logros do triunfo, desse menecma da habilidade, é a história. Só Tácito e Juvenal se lhe opõem. Existe na época e sente uma filosofia quase oficial, que envergou a libré do bom êxito e lhe faz o serviço da antecâmara.

“A esperança seria a maior das forças humanas, se não houvesse o desespero.”

“A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace.”

“Vivem somente os que lutam.”

Desejo

Desejo

“O sol está dentro de cada um. Sorrir e acreditar em si

é o caminho para alcançar a luz e o brilho que irradia da própria existência

e acalenta a crença em nós mesmos. Acreditemos no próprio sol,

ele mora no “eu” e ilumina o tudo e o todo.

A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.”

“Desejo que você, sendo jovem,

Não amadureça depressa demais,

E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer

E que sendo velho, não se dedique ao desespero.

Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e

É preciso deixar que eles escorram por entre nós.” – Extraído do poema A Casa do Bruxo

Lobo

Lobo

“Ter mentido é ter sofrido. O hipócrita é um paciente na dupla acepção da palavra; calcula um triunfo e sofre um suplício. A premeditação indefinida de uma ação ruim, acompanhada por doses de austeridade, a infâmia interior temperada de excelente reputação, enganar continuadamente, não ser jamais quem é, fazer ilusão, é uma fadiga.” – Extraído de O Sofrimento do Hipócrita

“Os infelizes são ingratos; isso faz parte da infelicidade deles.”

Poemas Sobre o Amor

“O mar abre parênteses, o casamento o fecha.”

“O futuro pertence ainda mais aos corações do que aos espíritos.

Amar é a única coisa que pode ocupar a eternidade.

Ao infinito é necessário o inesgotável.”

Extraído do livro “Os Miseráveis”

“Desejo primeiro que você ame,

E que amando, também seja amado.

E que se não for, seja breve em esquecer.

E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,

Mas se for, saiba ser sem desesperar.”

(Extraído do Poema A Casa do Bruxo)

Amor

Amor

O Homem e a Mulher

O homem é a mais elevada das criaturas;

A mulher é o mais sublime dos ideais.

O homem é o cérebro;

A mulher é o coração.

O cérebro fabrica a luz;

O coração, o AMOR.

A luz fecunda, o amor ressuscita.

O homem é forte pela razão;

A mulher é invencível pelas lágrimas.

A razão convence, as lágrimas comovem.

O homem é capaz de todos os heroísmos;

A mulher, de todos os martírios.

O heroísmo enobrece, o martírio sublima.

O homem é um código;

A mulher é um evangelho.

O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.

O homem é um templo; a mulher é o sacrário.

Ante o templo nos descobrimos;

Ante o sacrário nos ajoelhamos.

O homem pensa; a mulher sonha.

Pensar é ter , no crânio, uma larva;

Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.

O homem é um oceano; a mulher é um lago.

O oceano tem a pérola que adorna;

O lago, a poesia que deslumbra.

O homem é a águia que voa;

A mulher é o rouxinol que canta.

Voar é dominar o espaço;

Cantar é conquistar a alma.

Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;

A mulher, onde começa o céu.

Amo-te Mais do Que Nunca

Acabei, enfim, acabei! E logo me precipito a enviar-te uma palavrinha! Amo-te, és a minha vida, toda a minha vida. Aqui estou, pois, liberto! Que alegria! Até logo! Amo-te mais do que nunca. E tu, como te sentes esta manhã, minha alegria? Passaste bem a noite, ao menos? Irei encontrar o teu belo rosto radioso como o céu, que ontem chorava e hoje sorri? Preciso que tenhas saúde, que me ames, que sejas feliz.

Preciso de ti, da tua saúde, do teu amor, da tua felicidade. Sabes, pobre querida, que podes viver descansada enquanto eu viver. O céu fez as minhas mãos para que reparassem a tua vida meio desfeita, a minha alma para compreender o teu coração, os meus lábios para beijar os teus pés.

Desejo à Você

Desejo à Você

Poema Dedicado a Victor Hugo

Victor Marie Hugo, que grande poeta

Grande dramaturgo

Artista de muitas obras

E além de tudo também ensaísta

 

Nascido na França em 1802

Em 26 de Fevereiro

Quem imaginaria que este grande homem

Ganharia o mundo inteiro?

 

Tão pequeno e talentoso

Com 15 anos já ganhou um prêmio com poesia

Passou a sua infância em Paris

E escrever já era o que mais fazia

O amor sai dos versos

E penetra no coração

E ainda jovem com uma amiga de infância

Celebra o casamento com grande emoção

Vida dedicada aos escritos

Poesias, revistas e jornais

Comentários políticos e filosóficos

De temas humanos e sociais

 

Este foi Victor Hugo

Grande Artista, desde cedo consagrado

Grande nome da literatura

E por isso até hoje homenageado

 

Sua obra tão grande

Tantos títulos que mal posso listar

Quanta sensibilidade transformada em textos

Quantos sentimentos para falar

 

Victor Hugo e suas obras

Serão para sempre lembrados

Porque na obra de Arte se reinventa o criador

Que deve sempre ser lembrado.

Posts Relacionados

Aproveite para conferir lindas poesias infantis para ensinar o gosto pela leitura para as crianças. Veja diversas frases sobre poesia e entenda melhor essa arte de escrever em versos. Para quem gosta de um estilo diferente, saiba mais sobre a poesia concreta, uma forma bastante peculiar de escrever.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Frases

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.