História do Pensamento Econômico

A palavra economia por si só já dá arrepios em muitas pessoas. Porém, a história da economia também não é nada simples, mas não deixa de ser super interessante. Ela pode ser divida em três períodos: o Moderno ( com o mercantilismo e a fisiocracia), o Pré-moderno (com as economias clássicas, como a grega, a romana e a árabe) e a Contemporânea, que foi estabelecida por Adam Smith. A economia sempre esteve presente em todas as civilizações, desde as mais modernas até as mais antigas. O primeiro homem a parar para pensar em como a economia poderia servir para levar uma civilização mais longe foi Aristóteles. Depois de Aristóteles começar a filosofar sobre o assunto outros vieram para complementar. Existem também duas abordagens econômicas, a macroeconômica e a microeconômica.

História do Pensamento Econômico

História do Pensamento Econômico

A macro vai explicar grandes agregados econômicos, como o PIB (produto interno bruto), o CP (consumo privado) e outras relações econômicas mais globais. A micro se mantém em valorizar como os humanos podem reagir a incentivos econômicos e suas consequências. Adam Smith sem dúvida é um dos pioneiros em economia mais sistematizada, já que Aristóteles apenas filosofou sobre o assunto. Já Smith escreveu a obra “A riqueza das Nações”, que é leitura obrigatória em muitos cursos. Ele fala dos modos de produção e sobre como o mercantilismo se estabeleceu. Karl Marx também teve uma grande contribuição nesse assunto.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Pensamentos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.