Frases Sobre Desemprego: Um Momento Complicado

  • “O desemprego do homem deve ser tratado como tragédia e não como estatística econômica.” Papa João Paulo II
  • “A fome, a sede, a falta de professores nas escolas, o desemprego, a corrupção, a pobreza, as greves, o analfabetismo, a hipocrisia, a desigualdade social, o racismo, a descriminação, a falta de informação, todos esses problemas são oriundos e culpa da burguesia”. Allann Xavier
  • “Estamos sendo atingidos por uma nova doença da qual muito ouviremos falar nesses próximos anos: o desemprego tecnológico.” John Maynard Keynes
  • “Se fofoqueiro fosse profissão, era o fim do desemprego no mundo.Certeza!”  Vanessa Pimentel
  • “Quanto mais e mais pessoas são despedidas do trabalho, maior o desemprego.” Calvin Coolidge

Desemprego

  • “Como um escravo fugido, voltei para a senzala. Um capitão-do-mato chamado “desemprego” me trouxe de volta a servidão! Mas é bom trabalhar!” Márcio Antônio
  • “O problema do desemprego é que no minuto que você acorda de manhã já está trabalhando.” Slappy White
  • “O maior castigo para o homem honesto e trabalhador é o desemprego. Isso faz com que sua dignidade, seu respeito e sua credibilidade virem pó!” Eduardo Aques
  • “De todos os aspectos da miséria social nada é tão doloroso quanto o desemprego.”
    Jane Addams
  • “O desemprego é a forma mais cruel de suprimir de um homem a sua honra!” Reinaldo Ribeiro
  • “O computador é capaz de resolver todos os problemas do mundo, menos o do desemprego que ele próprio provoca.” Laurence J. Peter
  • “O desemprego é uma desgraça e nos deixa sem graça.” Miral Pereira dos Santos

  • “Fome não é a pior característica do desemprego; inatividade é.” William E. Barrett
  • “Essa história de desemprego é conversa de quem não tem o que fazer.” Chico Anysio
  • “Desemprego é o modo do capitalismo conseguir que você plante um jardim.”
    Orson Scott Card
  • “O Brasil vem conseguindo evitar a recessão e a estagnação, que nos estão sendo exportadas pelo mundo desenvolvido lá de fora, com o seu corolário do desemprego a atingir, sempre, as classes mais pobres.” Ernesto Geisel
  • “Quando você tem 7% desempregados, tem 93% trabalhando.” John F. Kennedy
  • “Estou Phd: por hora desempregado.” Dante de Oliveira
  • “O que este país precisa é de mais políticos desempregados.” Edward Langley

  • “Desemprego diminui as pessoas. Lazer as engrandece.” Mason Cooley
  • “A taxa de desemprego é de 100% se é você quem está desempregado.” David L. Kurtz
  • “gente sem terra, corrupção, desemprego: mundo em guerra”. Carlos Seabra
  • “O desemprego é um ócio duro de roer”. M.M. Soriano
  • “Estamos mais pobre, perdemos a nossa maior riqueza: o nosso emprego!” Autor desconhecido
  • “Desemprego – Legião Urbana

Não sei se tenho medo
Não sei se tenho medo
Só esse desespero
Esqueço quando bebo
E é mais um aumento
Não tenho mais dinheiro
Atraso o aluguel
Mau compro alimento

Não sei se tenho medo
Não sei se tenho medo
Trabalho o tempo inteiro
To procurando emprego
Quem vai ser despedido?
Quem vai dançar primeiro?
E o pouco que eu recebo
É uma metade pelo meio

Não sei se tenho medo
Não sei se tenho medo
Só esse desespero
Esqueço quando bebo
Quem vai ser despedido?
Quem vai dançar primeiro?
E o pouco que eu recebo
É uma metade pelo meio

Não sei se tenho medo
Não sei se tenho medo…” Renato Russo

Mercado de Trabalho

  • “Dança do Desempregado – Gabriel o Pensador

 Essa é a dança do desempregado
Quem ainda não dançou tá na hora de aprender
A nova dança do desempregado
Amanhã o dançarino pode ser você

E vai levando um pé na bunda vai
Vai por olho da rua e não volta nunca mais
E vai saindo vai saindo sai
Com uma mão na frente e a outra atrás
E bota a mão no bolsinho (Não tem nada)
E bota a mão na carteira (Não tem nada)
E bota a mão no outro bolso (Não tem nada)
E vai abrindo a geladeira (Não tem nada)
Vai porcurar mais um emprego (Não tem nada)
E olha nos classificados (Não tem nada)
E vai batendo o desespero (Não tem nada)
E vai ficar desempregado

Essa é a dança do desempregado
Quem ainda não dançou tá na hora de aprender
A nova dança do desempregado
Amanhã o dançarino pode ser você

E vai descendo vai descendo vai
E vai descendo até o Paragüai
E vai voltando vai voltando vai
“Muamba de primeira olhaí quem vai?”
E vai vendendo vai vendendo vai
Sobrevivendo feito camelô
E vai correndo vai correndo vai
O rapa tá chegando olhaí sujô!…
E vai rodando a bolsinha (Vai, vai!)
E vai tirando a calcinha (Vai, vai!)
E vai virando a bundinha (Vai, vai!)
E vai ganhando uma graninha
E vai vendendo o corpinho (Vai, vai!)
E vai ganhando o leitinho (Vai, vai!)
É o leitinho das crianças (Vai, vai!)
E vai entrando nessa dança

Essa é a dança do desempregado
Quem ainda não dançou tá na hora de aprender
A nova dança do desempregado
Amanhã o dançarino pode ser você

E bota a mão no bolsinho (Não tem nada)
E bota a mão na carteira (Não tem nada)
E não tem nada pra comer (Não tem nada)
E não tem nada a perder
E bota a mão no trinta e oito e vai devagarinho
E bota o ferro na cintura e vai no sapatinho
E vai roubar só uma vez pra comprar feijão
E vai roubando e vai roubando e vai virar ladrão
E bota a mão na cabeça!! (É a polícia)
E joga a arma no chão E bota as mãos nas algemas
E vai parar no camburão
E vai contando a sua história lá pro delegado
“E cala a boca vagabundo malandro safado”
E vai entrando e olhando o sol nascer quadrado
E vai dançando nessa dança do desempregado

Essa é a dança do desempregado
Quem ainda não dançou tá na hora de aprender
A nova dança do desempregado
Amanhã o dançarino pode ser você”.

  • “Desemprego – Edvaldo Santana

Homens e mulheres todo dia cedo
Saem pelas ruas procurando emprego
Andam o dia todo a cidade inteira
Para pão e água nada na carteira
No final da tarde ele pára no boteco
Pra beber fiado tem que ficar quieto
Olha para o filho bate o desespero
A fome é um bicho que mata primeiro

Cara com satisfação tá difícil de se ver
Nada disso tem mais graça
E essa dor não cansa de me aborrecer

Ela volta para casa antes que anoiteça
A pressão subiu tem dor de cabeça
Fala pra vizinha como está difícil
Faço qualquer coisa mas não tem serviço
Dizem que isso é praga que o homem inventou
Robô que tira trampo de trabalhador
Olha para a filha e bate o desespero
A fome é um bicho que mata primeiro”

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Frases

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.